Justiça

Moro vira réu em ação movida pelo PT por supostos prejuízos à Petrobras durante Lava Jato

24 de Maio de 2022 - G1
[Moro vira réu em ação movida pelo PT por supostos prejuízos à Petrobras durante Lava Jato]

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) virou réu em uma ação popular movida por deputados do PT, em Brasília

A petição, protocolada em 27 de abril, foi recebida na segunda-feira (23) pelo juiz Charles Renaud Frazão de Morais, que determinou a citação de Moro.
 
A ação pede que Moro seja condenado a ressarcir os cofres públicos devido a supostos prejuízos causados à Petrobras durante sua atuação como juiz na Lava Jato. O valor da indenização não foi definido.
 
São autores da ação os deputados Rui Falcão, Erika Kokay, Natalia Bonavides, José Guimarães e Paulo Pimenta. O grupo alega que, nas investigações da operação de combate a corrupção e lavagem de dinheiro na Petrobras, Moro teve "condutas atentatórias ao patrimônio público e à moralidade administrativa, as quais tiveram severos impactos na economia do país e em sua estabilidade democrática e institucional."
 
Os deputados também afirmam na petição que "os desvios de finalidade, os excessos e abusos" cometidos ao longo da operação Lava Jato produziram "um cenário de desarranjo econômico de altíssimo custo social em nosso país."
 
Em nota, Sergio Moro disse que a ação dos deputados do PT contra ele era "risível". Ele afirmou ainda que o partido quer "voltar à cena do crime" e culpar aqueles que se opuseram aos esquemas de corrupção da era petista".
 
"A ação popular proposta por membros do PT sobre despacho do juiz sobre ação popular do PT contra mim é risível. Assim que citado, me defenderei. A decisão do juiz de citar-me não envolve qualquer juízo de valor sobre a ação. Todo mundo sabe que o que prejudica a economia é a corrupção e não o combate a ela. A inversão de valores é completa: Em 2022, o PT quer, como disse Geraldo Alckmin, não só voltar à cena do crime, mas também culpar aqueles que se opuseram aos esquemas de corrupção da era petista", declarou o ex-juiz.
 
Impugnação
 
Também na segunda-feira (23), a Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo indeferiu o pedido de impugnação da candidatura de Sergio Moro, feito pelo deputado federal do PT Alexandre Padilha. Na ocasião, o procurador Paulo Taubemblatt considerou que os documentos apresentados pelo ex-juiz são suficientes para comprovar o vínculo dele e de sua esposa com São Paulo "de forma satisfatória". No entanto, o caso ainda será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral.
 
Sobre isso, Moro se disse satisfeito com a decisão e afirmou ainda que "foi desmascarada a manobra eleitoral do PT que me teme como candidato em São Paulo".

 

Foto: Agência Brasil
 

Comentários

Outras Notícias

[Executivo rompe contrato milionário após ofensa racista em reunião]
Brasil

Executivo rompe contrato milionário após ofensa racista em reunião

01 de Julho de 2022

A Proz Educação, empresa voltada à oferta de cursos profissionalizantes, encerrou um contrato de R$ 1 milhão com a Optat Consulting, fornecedora homologada à Oracle, multinacional de tecnologia, após o caso de uma ofensa racista.

[Defensoria lança cartilha sobre 14 direitos das pessoas LGBTs]
Bahia

Defensoria lança cartilha sobre 14 direitos das pessoas LGBTs

01 de Julho de 2022

Instrumento legal para o combate à discriminação e demais violências, a cartilha com os direito das pessoas LGBTs compiladas e atualizadas será lançada, nesta terça-feira (28), pela Defensoria Pública da Bahia (DPE/BA), Dia do Orgulho LGBT.

[Oficina de adereços de samba junino tem inscrições abertas até sexta]
Bahia

Oficina de adereços de samba junino tem inscrições abertas até sexta

01 de Julho de 2022

Os interessados podem se inscrever gratuitamente na própria Associação Santa Luzia até a próxima sexta-feira (1º), desde que sejam moradores do Engenho Velho de Brotas.

[Funceb abre 80 vagas gratuitas em Dança no Núcleo de Extensão Nordeste de Amaralina]
Bahia

Funceb abre 80 vagas gratuitas em Dança no Núcleo de Extensão Nordeste de Amaralina

01 de Julho de 2022

O período de inscrição será nos dias 5 de julho (terça-feira) e 7 de julho (quinta-feira).

[BioNTech e Pfizer começam a testar vacina universal contra a Covid-19]
Saúde

BioNTech e Pfizer começam a testar vacina universal contra a Covid-19

30 de Junho de 2022

A empresa alemã BioNTech, parceira da Pfizer na fabricação de vacinas contra a Covid-19, disse que as duas companhias iniciarão testes em humanos de novos imunizantes que protegem contra uma ampla variedade de mutações do coronavírus.

[Presidente da Caixa oficializa demissão em carta a Bolsonaro]
Brasil

Presidente da Caixa oficializa demissão em carta a Bolsonaro

30 de Junho de 2022

Guimarães é alvo de diversas denúncias de assédio sexual por servidoras da Caixa, reveladas pelo colunista Rodrigo Rangel, do Metrópoles.