Saúde

Com baixo estoque, laboratórios sugerem testes de covid só para casos graves

13 de Janeiro de 2022 - Jornal O Estado de S. Paulo.
[Com baixo estoque, laboratórios sugerem testes de covid só para casos graves]

A Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) alerta para a possibilidade de falta de testes de antígeno e PCR (o molecular, tipo mais preciso), se estoques de insumos necessários para os exames para o diagnóstico da covid-19 não forem repostos "rapidamente"

A Abramed diz não saber até quando os laboratórios conseguirão atender a demanda por testes, que cresceu principalmente por causa da alta transmissibilidade da variante Ômicron, e recomenda parar de testar casos leves da doença.

O Ministério da Saúde, no entanto, se desvinculou do eventual cenário de escassez na rede pública e atribuiu a responsabilidade pela testagem no País aos Estados e municípios. Em nota, a pasta chefiada por Marcelo Queiroga informou estar atenta à situação de testes para covid-19 e disse realizar "rotineiramente" o monitoramento da disponibilidade dos insumos necessários para a realização dos exames no Sistema Único de Saúde (SUS). O ministério, porém, destacou que cabe aos Estados e municípios adquirir os recursos para os diagnósticos.

"No entanto, por conta da pandemia da covid-19, a pasta tem apoiado os Estados com a disponibilização dos testes. Desde o início da pandemia foram entregues mais de 27,4 milhões de testes do tipo RT-PCR e 38,8 milhões de testes rápidos de antígeno para todo o País", diz a nota do ministério.

Minutos antes da divulgação da nota, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) apresentou ofício ao ministro Queiroga com demandas que envolviam, dentre outras medidas, "o aporte de recursos financeiros para abertura, no menor tempo possível, de pontos de testagem em massa para acesso de primeiro contato de toda a população". No mesmo documento, é solicitado o reconhecimento da existência de uma nova onda de covid-19 no País provocada pela disseminação da variante Ômicron.

Diante da possibilidade de desabastecimento dos estoques, a Rede D'Or, de hospitais privados, disse que já tem priorizado pacientes com indicação clínica, internados e profissionais de saúde, diante da alta demanda de exames. A testagem dos casos não graves será retomada "tão logo haja um reequilíbrio entre a demanda e os insumos disponíveis". A Dasa, grupo brasileiro dono de dezenas de redes de laboratórios de medicina diagnóstica, afirmou priorizar casos graves e profissionais de saúde. Já a Rede de farmácias RaiaDrogasil suspendeu o agendamento online para testes de covid.

"A gente está vivendo uma situação parecida com a do início da pandemia, quando havia uma disputa internacional pelos kits de diagnóstico e reagentes", afirmou o presidente do Conselho de Administração da Abramed, Wilson Shcolnik, lembrando que, no Brasil, dependemos de insumos importados para os exames. "Esses insumos são fabricados nos EUA, na Europa, na China, na Coreia do Sul; o que acaba acontecendo é que os países que investem pesado em testagem e aqueles onde os produtores estão localizados estão tendo prioridade."

Gravidade
Segundo a Abramed, seus associados respondem por mais de 65% de todos os exames realizados pela saúde suplementar no País. Para eles, a associação emitiu nota técnica pedindo pela priorização de pacientes a serem testados. A escala de gravidade se dá na seguinte ordem: pacientes que tenham maior gravidade de sintomas; doentes hospitalizados e cirúrgicos; pessoas no grupo de risco; gestantes; trabalhadores assistenciais da área da saúde; e colaboradores de serviços essenciais.

Nesse sentido, a Abramed pede que testes não sejam aplicados em "assintomáticos e pessoas com sintomas leves". Aqueles com quadro leve devem permanecer em isolamento. A associação disse que entrará em contato com outras entidades do setor de saúde, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Ministério da Saúde, a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) e a Associação Médica Brasileira (AMB) para falar sobre a necessidade de otimizar o uso dos testes.

De acordo com a Abramed, entre 3 e 8 de janeiro foram mais de 240 mil teste para detecção do coronavírus feitos. A alta é de 98% no número de testes realizados em comparação à semana do Natal, entre 20 a 26. O volume de exames com resultados positivos para covid passou de uma média de 7,6% para mais de 40%.

A Rede D'Or diz que todos os exames coletados estão sendo entregues nos prazos combinados. "Tão logo haja reequilíbrio entre a demanda e os insumos disponíveis, retomaremos a testagem de pacientes que não estejam nos critérios de prioridade."

Rede RaiaDrogasil suspende agendamento online
Farmácias da Rede RaiaDrogasil suspenderam temporariamente o agendamento online de testes de covid-19. Em nota, a empresa informa que "está atuando na reposição dos estoques para o abastecimento de suas lojas o mais breve possível". A retomada no serviço deve se dar quando o abastecimento for "normalizado".

Tanto a Droga Raia quanto a Drogasil oferecem testes de quatro tipos: PCR-LAMP, antígeno nasal, antígeno oral e de sorologia. Para fazer o agendamento on-line é preciso fornecer CPF, e-mail e nome.

Em nota enviada ao Estadão, a empresa diz que "a demanda por testes de covid-19 cresceu consideravelmente e há falta de testes no mercado como um todo". A Rede RaiaDrogasil reúne mais de 2,3 mil lojas em 24 Estados.

 

Foto: Divulgação

Comentários

Outras Notícias

[Jovem sofre transfobia ao perguntar por banheiro em restaurante de Santos: “Você não pode, é homem”]
Denúncia

Jovem sofre transfobia ao perguntar por banheiro em restaurante de Santos: “Você não pode, é homem”

25 de Janeiro de 2022

Julie Correia Araujo, de 28 anos, denunciou uma lanchonete de Santos, no litoral de São Paulo, após sofrer transfobia ao perguntar sobre o banheiro feminino do local

[Sistema do Banco Central permite consultar se CPF foi usado por terceiros]
Brasil

Sistema do Banco Central permite consultar se CPF foi usado por terceiros

25 de Janeiro de 2022

Os recentes vazamentos de dados de consumidores acenderam o alerta. Desde o mês passado, episódios de divulgação em massa expuseram na internet informações financeiras de milhões de brasileiros e abriram caminho para golpes virtuais

[Estudo aponta que Ômicron é variante que sobrevive por mais tempo na pele e em superfícies plásticas]
Saúde

Estudo aponta que Ômicron é variante que sobrevive por mais tempo na pele e em superfícies plásticas

25 de Janeiro de 2022

Cientistas da Universidade de Medicina da Prefeitura de Kyoto, no Japão, fizeram estudos para comparar a capacidade de sobrevivência em superfícies do coronavírus original, primeiramente encontrado em Wuhan, na China no final de 2019, e as "variantes de preocupação" Alfa, Beta, Gama, Delta e Ômicron

[Bahia tem maior taxa de transmissão desde o início da pandemia]
Saúde

Bahia tem maior taxa de transmissão desde o início da pandemia

25 de Janeiro de 2022

O terceiro ano da covid-19 começou sem trégua: a Bahia registrou a maior taxa de transmissão da doença desde o início da pandemia

[Variante ômicron pode acelerar fim da pandemia na Europa, diz diretor da OMS]
Saúde

Variante ômicron pode acelerar fim da pandemia na Europa, diz diretor da OMS

25 de Janeiro de 2022

“É plausível que a região esteja se aproximando do fim da pandemia”, declarou o diretor, embora tenha pedido cautela, dada a versatilidade do vírus

[Castramóvel na Barroquinha abre vagas para agendamento presencial]
Bahia

Castramóvel na Barroquinha abre vagas para agendamento presencial

25 de Janeiro de 2022

O Castramóvel na Barroquinha inicia o retorno gradual da marcação presencial para realizar a castração em cães e gatos