Saúde

SUS perde 43 mil leitos de internação desde 2009

18 de Agosto de 2019 -Redação Pernambués agora
[SUS perde 43 mil leitos de internação desde 2009]

Atualmente, o SUS conta com 298 mil leitos de internação, contra 341 mil em 2009.

O Sistema Único de Saúde ( SUS ) teve uma redução de 43 mil leitos de internação desde 2009, numa queda de 12,7%, em números relativos aos meses de junho dos últimos dez anos. Só do ano passado para este ano, a diminuição foi de quatro mil leitos. Os dados são do Ministério da Saúde e foram obtidos pelo Globo. Atualmente, o SUS conta com 298 mil leitos de internação, contra 341 mil em 2009. O estado que mais perdeu leitos foi o Rio de Janeiro, com uma redução de 35,5%, seguido por Sergipe e Goiás, com quedas de 26,3% e 19,4%, respectivamente. Os leitos complementares, que incluem os de UTI e de unidade intermediária, tiveram um aumento de 22,8 mil para 30,9 mil no mesmo período. De acordo com o Ministério de Saúde, isso reflete um investimento mais forte nos processos de maior complexidade.

Em resposta ao Globo, o ministério afirmou que a redução segue uma tendência mundial de substituição dos leitos de internação pelo atendimento ambulatorial e domiciliar. “A redução segue tendência mundial de desospitalização – com os avanços tecnológicos, tratamentos que exigiam internação passaram a ser feitos no âmbito ambulatorial e domiciliar, com ampliação e reforço da atenção primária e de ações de prevenção e promoção”, afirmou, em nota.

Contudo, números do orçamento do ministério não refletem aumento do investimento em atenção básica. Nessa área, cujo avanço poderia explicar a redução de leitos, os dados orçamentários de 2014 até 2018 também mostram uma diminuição dos gastos. As despesas caíram de R$ 22,6 bilhões em 2014 para R$ 20,8 bilhões no ano passado. Corrigida pela inflação, a queda foi de 8%. No caso do orçamento executado para a assistência hospitalar e ambulatorial, houve aumento nominal desde 2014, mas uma queda real quando corrigida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Em 2014, o orçamento era de R$ 54,6 bilhões e em 2018 apresentou redução de R$ 3 bi, chegando a R$ 51,5 bi em valores corrigidos.

Segundo o professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e doutor em saúde pública Mario Dal Poz, a diminuição pode ser explicada por três eixos. “Um é decorrente da melhoria do conhecimento, dos protocolos; um segundo, ruim, que é decorrente da crise de financiamento que a gente tem, principalmente no Sistema Único de Saúde; e o terceiro, que é o processo de gestão, que vem reduzindo progressivamente o tamanho dos hospitais”, disse o professor.

Para o coordenador da Comissão Pró-SUS do Conselho Federal de Medicina (CFM), Donizetti Giamberardino, existem “vários fatores” no processo de diminuição dos leitos de urgência, mas o principal seria a redução no repasse de verbas. “À medida em que você tem um menor financiamento do sistema SUS, você tem um fechamento dos leitos” explica. Quem usa o sistema vivencia a redução. A moradora de São Paulo Edmer da Costa, de 63 anos, acredita que o número de leitos é insuficiente e classifica a situação atual da saúde como “precária”. Para ela, nos últimos dez anos, houve uma diminuição da qualidade do serviço público. Edmer foi neste mês ao Hospital de Base, em Brasília, cuidar do irmão que está com câncer de pulmão.

Comentários

Outras Notícias

[AL-BA: Aprovado por unanimidade projeto que altera salário de servidores estaduais]
Política

AL-BA: Aprovado por unanimidade projeto que altera salário de servidores estaduais

17 de Setembro de 2019

Os deputados de oposição nao se opôs para que a matéria fosse aprovada ainda hoje

[AL-BA realiza audiência pública com tema:
Política

AL-BA realiza audiência pública com tema: " “Desmonte da Saúde do Trabalhador na Bahia"

17 de Setembro de 2019

A Audiência Pública foi solicitada pela Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública

[Arábia Saudita anuncia compra de frutas, castanhas e ovos do Brasil]
Economia

Arábia Saudita anuncia compra de frutas, castanhas e ovos do Brasil

17 de Setembro de 2019

O Ministério da Agicultura anunciou nesta terça-feira (17) um acordo comercial com a Arábia Saudita para ampliação das exportações de produtos do agronegócio brasileiro

[Governo decreta situação de emergência em Barrocas]
Bahia

Governo decreta situação de emergência em Barrocas

17 de Setembro de 2019

O governo do Estado reconheceu a situação de emergência por conta da estiagem no município de Barrocas, na região nordeste da Bahia

[Projeto na AL-BA propõe informações educativa nas contas de água para combater Dengue, Zika e Chinkungunya ]
Política

Projeto na AL-BA propõe informações educativa nas contas de água para combater Dengue, Zika e Chinkungunya

17 de Setembro de 2019

Em relação à chikungunya, Salvador tem o maior valor, com 291 amostras positivas (32,8%)

[Datafolha: Bahia tem a maior torcida do Nordeste]
Esportes

Datafolha: Bahia tem a maior torcida do Nordeste

17 de Setembro de 2019

O Esporte Clube Bahia foi apontado como dono da maior torcida entre os clubes da região Nordeste do país, segundo pesquisa divulgada na manhã desta terça-feira (17) pelo Datafolha