Política

Suíca e SindilimpBA defendem trabalhadores que lavaram ambulância na Barra: “A crítica é dos racistas”

22 de Junho de 2020 -Vitor Fernades
[Suíca e SindilimpBA defendem trabalhadores que lavaram ambulância na Barra: “A crítica é dos racistas”]

Os trabalhadores de limpeza urbana de Salvador, que lavaram uma ambulância do município, na Barra, em frente ao Hospital Espanhol, no último domingo (21), foram defendidos pelo vereador Luiz Carlos Suíca (PT) e pelo SindilimpBA, que representam a categoria no estado.

Nesta segunda-feira (22), após saber de críticas e de ameaças de punição aos profissionais, Suíca disse que não vai aceitar pressão para penalizar, que as críticas são descabidas e que vai cobrar do sindicato retaliação caso alguém seja punido. Ele considerou a polêmica como “racista” e disse que “os garis agiram corretamente”.

“Precisa apurar os fatos antes de sacrificar trabalhador, se fosse em Pernambués não teria isso. Mas foi na Barra, e o vídeo é do alto, do alto da cobertura e de frente para o mar. Quem sabe o que os garis e as margaridas passam somos nós. Eles estão cotidianamente na linha de frente. Deveriam agradecer por eles fazerem essas ações, que não são de sua competência, mas que fazem para gerar ainda mais saúde para a população. É que tem gente que gosta mesmo é de fazer presepada. Isso é porque os trabalhadores são negros. Querem perpetuar o racismo do alto de suas coberturas, sem saber o que acontece na linha de frente. Mas quando é no carnaval sabem colocar o gari em cima do trio para demonstrar a falsidade”, dispara Suíca.

Para a coordenadora-geral do SindilimpBA, a direção do sindicato não vai tolerar punição a quem quer que seja. Os trabalhadores procuraram a entidade para falar das ameaças de punição que sofreram. Ana relata que até uma paralisação foi proposta pelos trabalhadores. “Estamos em plena campanha salarial, é o período da data base e estamos segurando a situação porque sabemos do momento difícil com a crise sanitária e da importância em manter o serviço. Estamos segurando na unha para assegurar que as cidades tenham atendimento, mas não tem como punir quem está na linha frente. Não vamos tolerar, é inadmissível”, completa. 

Comentários

Outras Notícias

[Suíca critica desmatamento da Amazônia e diz que não é um simples discurso de esquerdista]
Bahia

Suíca critica desmatamento da Amazônia e diz que não é um simples discurso de esquerdista

10 de Julho de 2020

A Amazônia registrou 1.034,4 km² de área sob alerta de desmatamento em junho, recorde para o mês em toda a série história, que começou em 2015

[Rui culpa Bolsonaro por Brasil ser 'vice-campeão de casos' de coronavírus]
Política

Rui culpa Bolsonaro por Brasil ser 'vice-campeão de casos' de coronavírus

10 de Julho de 2020

O governador Rui Costa (PT) fez duras criticas a atuação do presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido) em meio à pandemia de coronavírus e culpou o líder do país pelo título de "vice-campeão" de casos no mundo

[Restrições nos bairros da Liberdade e Nordeste de Amaralina começam nesta sexta]
Bahia

Restrições nos bairros da Liberdade e Nordeste de Amaralina começam nesta sexta

10 de Julho de 2020

Começam hoje (10) as medidas restritivas para conter a disseminação do novo coronavírus nos bairros de Nordeste de Amaralina e da Liberdade, em Salvador

[Adiamento do prazo para pagar IPTU em Salvador beneficia 29 mil empresas]
Bahia

Adiamento do prazo para pagar IPTU em Salvador beneficia 29 mil empresas

10 de Julho de 2020

O prefeito ACM Neto disse hoje (10), durante transmissão ao vivo, que 29 mil empresas de Salvador serão beneficiados pela concessão do adiamento do prazo para pagar do IPTU, anunciado por ele na segunda-feira (6)

[Renda Brasil terá R$ 20 bilhões a mais que Bolsa Família]
Brasil

Renda Brasil terá R$ 20 bilhões a mais que Bolsa Família

10 de Julho de 2020

O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, revelou que o orçamento do Renda Brasil, futuro programa social do governo, será superior ao do Bolsa Família, que soma R$ 32 bilhões por ano

[Covid-19: Brasil registra 69,1 mil mortes e 1,75 milhão de casos]
Saúde

Covid-19: Brasil registra 69,1 mil mortes e 1,75 milhão de casos

10 de Julho de 2020

O Brasil registrou 69.184 mortes em função da pandemia do novo coronavírus