Bahia

Cerca de 18 mil pessoas protestam contra programa Future-se e cortes na educação

13 de Agosto de 2019 -Redação Pernambués agora
[Cerca de 18 mil pessoas protestam contra programa Future-se e cortes na educação]

O MEC negou que a iniciativa seja uma forma de privatizar o ensino público, mas sim de criar uma nova forma de financiá-lo.

Estudantes, professores, representantes de movimentos sociais, políticos e pessoas ligadas a educação se reuniram em protesto na manhã desta terça-feira (13), o ato deu inicio no Campo Grande e seguiu pelas ruas em direção à Praça Castro Alves.
De acordo com organizadores cerca de 18 mil pessoas participam do ato, intitulado de como 'Tsunami da Educação', ainda de acordo com os manifestantes a ação é em defendesa da educação e autonomia universitária. Além da defesa os representantes discordam do programa 'Future-se', do Ministério da Educação (MEC), segundo os estudantes, o Future-se visa terceirizar o financiamento da educação pública.
O programa muda regras de financiamento das universidades e permite a captação de recursos próprios, através de parcerias com organizações sociais e a União. Segundo o Ministério da Educação (MEC).
Em entrevista ao Site PERNAMBUÉS AGORA, a estudante Carolina diz qure é um ato nacionalmente, em defesa da educação pública e de qualidade e contra o projeto, “ para n[os o projeto que para nós representa a privatização da Universidade Pública, a gente denuncia esse projeto colocado pelo Ministério da Educação, pelo governo Bolsonaro, do desmonte na educação, queremos um projeto que seja de fato do povo brasileiro e nós da UFBA estamos construindo junto com os três setores, ASSUFBA, ABUP E DCE DA UFBA, um calendário de lutas”. Disse a estudante Carolina Anise do Diretório Central de estudantes da UFBA.

Cortes
Na gestão de Bolsonaro, a pasta da Educação sofreu 6,1 bilhões de reais em bloqueios, de um orçamento total previsto de 25 bilhões de reais.  Recentemente, o MEC anunciou um valor de 348,4 milhões de reais, destinados à produção, aquisição e distribuição de livros e materiais didáticos e pedagógicos para a Educação Básica.
Proposta Future-se, para o Governo Federal

O Future-se é uma iniciativa proposta pelo Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de aumentar a autonomia administrativa das universidades federais. Como essas instituições sofrem com contingenciamentos e alegam que têm suas atividades prejudicadas com os bloqueios de orçamento, a solução apresentada pelo governo é firmar parcerias entre a União, as universidades e as organizações sociais.

O Future-se também estimularia que as instituições captassem recursos próprios, que auxiliassem na sua manutenção. O MEC reforça que não se trata de privatizar o ensino público, e sim de criar uma nova forma de financiá-lo. A cobrança de mensalidades em cursos de graduação, mestrado e doutorado está descartada, segundo o governo.

Comentários

Outras Notícias

[Audiência pública na Câmara de Salvador vai discutir situação do Hospital Espanhol]
Política

Audiência pública na Câmara de Salvador vai discutir situação do Hospital Espanhol

18 de Agosto de 2019

O debate vai acontecer no dia 29 de agosto e é promovido pelo vereador Odiosvaldo Vigas (PDT).

[Governo indica que pode desbloquear verbas de universidade em setembro, diz associação]
Política

Governo indica que pode desbloquear verbas de universidade em setembro, diz associação

18 de Agosto de 2019

Há dois motivos importantes para o desbloqueio. A primeira a expectativa de aumento da arrecadação de tributos em agosto e o segundo no recebimento de dividendos pelo governo federal.

[INSS vai mudar pagamento da aposentadoria a partir de 2020]
Economia

INSS vai mudar pagamento da aposentadoria a partir de 2020

18 de Agosto de 2019

O INSS diz que a mudança tornará o recebimento do benefício mais seguro uma vez que elimina o saque do pagamento de uma só vez.

[Ministro Weintraub admite corte de R$ 926 milhões na Educação para pagar emendas]
Educação

Ministro Weintraub admite corte de R$ 926 milhões na Educação para pagar emendas

18 de Agosto de 2019

O corte equivale a 16% do total já bloqueado pelo MEC neste ano.

[SUS perde 43 mil leitos de internação desde 2009]
Saúde

SUS perde 43 mil leitos de internação desde 2009

18 de Agosto de 2019

Atualmente, o SUS conta com 298 mil leitos de internação, contra 341 mil em 2009.

[Moradores de Itapuã recebem Câmara Itinerante nesta segunda (19)]
Bahia

Moradores de Itapuã recebem Câmara Itinerante nesta segunda (19)

18 de Agosto de 2019

Nesse biênio, o Câmara Itinerante também atuará de forma didática